Design Patterns – Singleton

Design Patterns (ou padrões de projeto) representam as melhores práticas utilizada por desenvolvedores experientes quando se trata de projetos orientados a objetos.
Neste post, veremos o padrão Singleton, listado no livro GoF (Gang of Four).

Continue lendo »

Desing Patterns – Introdução

Design Patterns (ou padrões de projeto) representam as melhores práticas utilizada por desenvolvedores experientes quando se trata de projetos orientados a objetos.
Neste post, teremos uma breve explicação sobre design patterns, e uma listagem com 23 exemplos clássicos, listados no livro GoF (Gang of Four).

Continue lendo »

Android – Carregando resources String

Para suportar internacionalização (i18n), o ambiente Android possui arquivos de “recursos” (resource), em XML, contendo os textos a serem exibidos na aplicação. Neste post, veremos como utilizar estes arquivos XML.
Continue lendo »

Android – Caixas de Diálogo

Em qualquer ambiente de desenvolvimento ou plataforma, as caixas de diálogo são extremamente úteis para emitir mensagens ou perguntas ao usuário. Neste post, veremos como emitir caixas de diálogo na plataforma Android.

Continue lendo »

Benchmark: H2, Firebird, PostgreSQL, MySQL

Um dos passos que tem extrema relevância ao se desenvolver um sistema, é escolher o banco de dados apropriado para a situação. A escolha de um banco de dados depende muito de vários fatores. Neste post, veremos alguns fatores que influem nesta escolha, e um pequeno benchmark (teste de desempenho) das principais ferramentas gratuitas de SGBD do mercado.
Continue lendo »

CMMI – Introdução

O CMMI (Capability Maturity Model Integration)  é um modelo de qualidade (ou padrão de qualidade) de processos de software. Foi criado pelo SEI (Software Engeneering Institute) e é referência quando se fala em melhoria de processos de Software. Neste post, veremos uma breve introdução ao CMMI.

Continue lendo »

MPS.BR – Resumo

Finalizando a sequência de posts sobre MPS.BR, veremos agora um resumo completo do modelo, bem como seus tópicos principais.

Continue lendo »

MPS.BR – Nível A

Continuando os posts sobre o MPS.BR – Melhoria de Processos de Software Brasileiro, veremos agora um resumo do Nível A, o nível mais elevado de maturidade a ser alcançado por uma empresa que deseja implementar o MPS.BR.

Continue lendo »

MPS.BR – Nível B

Continuando os posts sobre o MPS.BR – Melhoria de Processos de Software Brasileiro, veremos agora um resumo do Nível B, o sexto e penúltimo nível de maturidade a ser alcançado por uma empresa que deseja implementar o MPS.BR.

Continue lendo »

MPS.BR – Nível C

Continuando os posts sobre o MPS.BR – Melhoria de Processos de Software Brasileiro, veremos agora um resumo do Nível C, o quinto nível de maturidade a ser alcançado por uma empresa que deseja implementar o MPS.BR.

Continue lendo »